sexta-feira, 25 de junho de 2010

A Lua - No Planalto Central*

















SATÉLITE**

Fim de tarde.
No céu plúmbeo
A lua baça
Paira.

Muito cosmograficamente
Satélite.

Desmetaforizada,
Desmitificada,

Despojada do velho segredo de melancolia,
Não é agora o golfão de cismas,
O astro dos loucos e enamorados,
Mas tão somente
Satélite.

Ah! Lua deste fim de tarde,
Desmissionária de atribuições românticas;
Sem show para as disponibilidades sentimentais!

Fatigado de mais-valia,
gosto de ti, assim:
Coisa em si,
-Satélite.

*Fotografada pelo editor em Brasília-DF (25/06/2010)
** Poema de Manuel Bandeira publicado no livro Estrela da Tarde (1960).

2 comentários:

Anônimo disse...

muleque que foto!
quero copia!!
tudo eu invejo!!
Suzy com muita saudade

Itajaí de Albuquerque disse...

Hahahaha. Já está reservada cópia da obra deste humilde retratista bissexto.