segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Jacarés Agora Morrem de Calor


















Pará - Matança de Jacarés em Marajó ( O Estado do Pará em 1908. Imprimerie Chaponet. Paris: 1908)

















Jacaré morto no leito seco de um lago amazônico que integra o sistema fluvial da Bacia do Amazonas (Agência Reuters, novembro 2009)


Durante todo o século XX os jacarés da Amazônia foram caçados sem descanso. Ameaçados de extinção, esses répteis, em sendo animais pecilotérmicos, têm agora um poderoso inimigo nas mudanças climáticas e ambientais que levam a seca aos rios e lagos amazônicos.
Para pesquisadores o fenômeno decorre do aumento da temperatura nos oceanos, ainda que concorram outras causas relacionadas com a ocupação e a exploração descontrolada dos recursos naturais da região amazônica.
Contudo, o jacaré-açu, de todos o maior da espécie, que pode alcançar até 5,5 metros e pesar meia tonelada, até o momento tem população estável como resultado da proibição de sua caça predatória.

2 comentários:

Tanto! disse...

Essa cena (não a sena da Xaxa) é uma pena! Triste mesmo ver o bicho morto dessa forma!

Itajaí de Albuquerque disse...

Sem dúvida é uma pena. Maior ainda quando questionamos se outras formas de vida, algumas invisíveis, outras ainda desconhecidas para a ciência, não devem estar sob igual risco.
Obrigado pela visita.