terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Carreira de Estado para a Saúde

O Conselho Federal de Medicina estabeleceu entre as suas prioridades em 2010 encaminhar em termos legais a questão da profissão médica como carreira de Estado. Espero que meus representantes atentem que esse tipo de ação institucional deve ser articulada com outras categorias profissionais, que atuam também no Sistema Único de Saúde. Salutarmente, esse é um assunto em que não se recomenda servir o meu pirão primeiro.

2 comentários:

Anônimo disse...

Concordo, tem que envolver TODAS as categorias da saúde, senão a Portaria do Conselho Nacional de Saúde que lista quem são os profissionais de saúde fica sem sentido. Além disto, não se deve dar mais privilégio aos médicos; eles tem até demais e não merecem.

Itajaí de Albuquerque disse...

Gostaria de se o anônimo (a) passar aqui de novo, listásse-nos quais seriam esses privilégios demasiados que os médicos possuem. Fiquei entre curioso e ansioso para usufruir deles.